Entidades nacionais da área tributária propõem taxação para grandes fortunas (Bahia Ba)

O estudo “Tributar os super-ricos para reconstruir o país” foi desenvolvido pela Fenafisco, Associação Nacional dos Auditores Fiscais e Instituto de Justiça Fiscal

A Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco) apresentou nesta terça-feira (28), uma proposta de reforma tributária voltada para taxação de grandes fortunas.

O estudo denominado “Tributar os super-ricos para reconstruir o país” foi desenvolvido em conjunto pela Fenafisco, Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Anfip) e Instituto de Justiça Fiscal. A coordenação técnica coube ao professor de Economia da Unicamp, Eduardo Fagnani, com propostas para modificar o sistema tributário nacional.

O documento apresenta oito projetos que isentam os mais pobres e as pequenas empresas; fortalecem estados e municípios na repartição do bolo tributário e taxam as altas rendas e o grande patrimônio, onerando apenas os 0,3% dos mais ricos. Confira aqui a íntegra do documento.