Digite CPF sem traço e ponto.
Digite CPF sem traço e ponto.
Digite CPF sem traço e ponto.
Digite CPF sem traço e ponto.
NOTÍCIA
III Encontro do Sudeste - 11/10/2018 13:56 | Atualizado 11/10/2018 02:01

Começa o III Encontro do Sudeste dos Auditores-Fiscais

Começa o III Encontro do Sudeste dos Auditores-Fiscais

Teve início na manhã desta quinta-feira (11//10/2018), no Hilton Garden Inn Hotel, em Belo Horizonte/MG, o III Encontro do Sudeste dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil.

O evento — promovido pela ANFIP-MG, ANFIP-ES, AFIPERJ e APAFISP, com apoio da ANFIP Nacional — conta com variada programação, que inclui palestras técnicas, de interesse dos Auditores-Fiscais e da sociedade em geral — como a Reforma Tributária Solidária e a Reforma da Previdência —, e momentos de entretenimento e lazer. Ainda haverá um painel dedicado à divulgação das ações da ANFIP.

Compuseram a mesa de abertura do evento a presidente do Conselho Executivo da ANFIP-MG, Ana Maria Morais da Silva; o presidente da ANFIP, Floriano Martins de Sá Neto; a presidente da APAFISP, Maria Beatriz Fernandes Branco; o presidente da AFIPERJ, José Arinaldo Gonçalves Ferreira; a presidente da ANFIP-ES, Rozinete Bissoli Guerini — que representou a coordenadora da Mesa do Conselho de Representantes da ANFIP, Tereza Liduína Santiago Félix; a coordenadora do Conselho Fiscal da ANFIP, Margarida Lopes de Araújo; a presidente da Fundação ANFIP, Aurora Maria Miranda Borges; e o deputado federal Subtenente Gonzaga (PDT/MG).

Em seu pronunciamento, a presidente do Conselho Executivo da ANFIP-MG, Ana Maria Morais da Silva, anfitriã do encontro, deu boas vindas aos participantes, saudou os colegas, especialmente dos demais estados, e ressaltou a oportunidade de debater assuntos extremamente relevantes para a categoria e para a sociedade. “Que essa seja mais uma oportunidade ainda de rever os amigos e estreitar os laços de amizade”, disse.

O deputado federal Subtenente Gonzaga (PDT/MG), fez questão de reconhecer a importância da ANFIP na produção de informações que subsidiam os parlamentares, sobretudo no que diz respeito à reforma da Previdência. Ele ainda informou que recebeu o convite da entidade para conhecer a proposta da Reforma Tributária Solidária. “Temos expectativa muito boa em relação a essa reforma, de que ela seja viável e de que possamos viabilizá-la na Câmara dos Deputados”, afirmou.

Quem se pronunciou em seguida foi o presidente do Conselho Executivo da ANFIP, Floriano Martins de Sá Neto, que exaltou a participação feminina na mesa de abertura e o reconhecimento que a ANFIP tem junto à sociedade, fazendo referência à fala do deputado, de que usa as informações que a entidade produz. “Não importa nós falarmos sobre a Associação. O que importa é o reconhecimento de quem está fora. Temos 68 anos e estamos em pleno vigor físico, mental e intelectual. Mas não se faz uma entidade sozinho. O presidente é quem fala, mas temos 18 conselheiros e os associados, que são a essência da ANFIP”, disse.

Floriano ressaltou ainda o momento difícil pelo qual passa o país, dizendo que as pessoas acreditam estarem certas em tudo o que dizem e que fazem, especialmente no campo político. Mas, segundo ele, a entidade não toma partido. “A ANFIP preza pelo interesse do associado e da sociedade brasileira. respeitando a carta cidadã em tudo o que ela tem de direitos e deveres. Esse evento serve para isso, para buscar a unidade. Temos que respeitar as posições de todos”, finalizou.

Em seguida, a presidente da APAFISP, Maria Beatriz Fernandes Branco disse que o evento é um momento de reflexão, principalmente nesses tempos de insegurança jurídica e política. Segundo ela, as divisões refletem o momento político que vivemos. “Por isso, temos que ficar juntos e defender direitos, não só os nossos, mas os da sociedade em geral. Teremos aqui a oportunidade de refletir e pensar em alternativas para o futuro. Que esse encontro seja um instrumento para esse fim”, disse.

O presidente da AFIPERJ, José Arinaldo Gonçalves Ferreira, elogiou as lutas que a ANFIP vem travando – reforma da Previdência e a Reforma Tributária Solidária – e também mencionou o momento conturbado pelo qual o país tem passado, especialmente os Auditores e as entidades associativas e sindicais. “É preciso união, pois teremos muita luta pela frente. Os governos querem fazer dos servidores, principalmente dos aposentados, os vilões e responsáveis por todas as mazelas, déficits e problemas por que passam a Administração Pública. Sempre estivemos nessa luta com a ANFIP e vamos continuar até o fim. Não podemos aceitar que aposentados que dedicaram a vida ao serviço público fiquem relegados a segundo plano”, pontuou.

A presidente da ANFIP-ES, Rozinete Bissoli Guerini – que representou também a coordenadora da Mesa do Conselho de Representantes da ANFIP – falou que é essencial que os colegas estejam reunidos nesses tempos “bicudos” e que o papel mais importante do encontro, além de debater temas técnicos, “é nos encontrarmos e conhecermos pessoas. Espero que saiamos daqui com o coração mais aliviado e com esperança de um Brasil melhor, para enfrentarmos os problemas que aí estão. Que nossas convicções nos unam e não nos separem”, exaltou.

A coordenadora do Conselho Fiscal da ANFIP, Margarida Lopes de Araújo, fez um apelo para que, nesse momento muito difícil do país, todos tenham a clareza de escolher o caminho mais adequado para o futuro. “Que a decisão do povo seja respeitada nas urnas por todos e possamos trilhar o caminho do bem, do trabalho, da harmonia, da paz e do progresso, para termos um Brasil melhor”, disse.

A presidente da Fundação ANFIP, Aurora Maria Miranda Borges, afirmou que é uma honra compartilhar com os colegas esse debate de ideias e elogiou a organização do evento. “Nós, colegas, e a sociedade em geral, estamos precisando de mais congraçamento, união e solidariedade para construir um Brasil melhor. A Fundação está à disposição para que possamos, com fé em Deus, com força e união, melhorar o país”, ressaltou.

Fonte: ANFIP-MG

Album da notícia