Frente Gaúcha se articula contra retrocessos no serviço público

118

As entidades que integram a Frente Gaúcha em Defesa do Serviço Público, formada por representações dos servidores públicos federais, estaduais e municipais do Rio Grande do Sul (RS), reuniram-se nesta segunda-feira (22/3) para articulação parlamentar contra a Reforma Administrativa.

A reunião contou com a presença do deputado federal Afonso Motta (PDT-RS), presidente da Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara; e da supervisora técnica do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômico (Dieese), Escritório Regional RS, Anelise Manganelli, que analisou os efeitos da Emenda Constitucional 109/21 (antiga PEC Emergencial) sobre os estados e municípios.

Na direção dos trabalhos esteve o Auditor Fiscal Vilson Antonio Romero, que é um dos coordenadores da Frente Gaúcha, diretor de Política de Classe da Agafisp e assessor de Estudos Socioeconômicos da ANFIP.

Também na ocasião, os integrantes da Frente deram continuidade à análise do cenário político atual, com o avanço no Congresso Nacional da tramitação de matérias que impactam todo o funcionalismo e os serviços públicos prestados no Brasil, como as reformas Administrativa e Tributária, e à formação de grupo para atuar junto à bancada federal do RS, que tem 31 deputados federais e três senadores. O colegiado se reúne semanalmente para avaliar a conjuntura e deliberar novas atividades.