ANFIP e Frente do Serviço Público discutem pautas do Congresso Nacional

170

Em continuidade aos trabalhos desenvolvidos pela Frente Parlamentar Mista do Serviço Público, as entidades que a compõem estiveram reunidas em videoconferência na tarde desta segunda-feira (15/3). Pela ANFIP, participou o vice-presidente de Política de Classe e Política Salarial, José Arinaldo Gonçalves Ferreira, que conduziu o encontro.

Na oportunidade, José Arinaldo agradeceu aos deputados federais presentes, Rogério Correia (PT-MG) e Paulo Ramos (PDT-RJ), o apoio que ajudou a garantir a derrubada do artigo da PEC 186/19 que acabava com a vinculação de recursos para diversas atividades da Administração Pública, entre elas, as de auditoria fiscal.

Em seguida, o consultor político Vladimir Nepomuceno destacou que, apesar de haver vitória na retirada do texto referente aos fundos, o artigo V da PEC não foi alterado, o que significa que até 2023 todo o superávit financeiro, inclusive dos fundos, será usado para pagamento de dívida pública. “Ainda que durante esse período o dinheiro dos fundos seja usado para aquilo que é destinado, perdemos o superávit até 2023. Ganhamos apenas uma parcela, não levamos tudo”, lamentou.

Em seguida, os deputados expuseram o cenário atual do Congresso Nacional, e as ações realizadas em defesa dos servidores por parte dos parlamentares. “É preciso organizar um enfrentamento em relação à dinâmica do funcionamento da Câmara, porque, como vem funcionando virtualmente, os prejuízos são muito grandes, aprovando medidas sem a participação da população”, alertou o deputado Paulo Ramos.

A Frente deliberou a criação de grupos de WhatsApp para cada estado, para que as pessoas que queiram colaborar com os trabalhos e ações contra a Reforma Administrativa possam fazer de forma mais segura.

Entre as atividades previstas para os próximos dias está a participação da Frente nas diversas mobilizações do Dia Nacional em Defesa do Serviço público, em 24 de março, promovido pelo Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe).