ANFIP e Mosap discutem trabalho parlamentar contra a PEC 32

319

As entidades que integram o Movimento Nacional dos Servidores Públicos Aposentados e Pensionistas (Mosap), dentre elas a ANFIP, realizaram reunião, nesta terça-feira (14/9), para tratar de ações contra a Reforma Administrativa (PEC 32/20) e da mobilização junto aos parlamentares que compõem a Comissão Especial da Câmara dos Deputados, onde a proposta é analisada.

A ANFIP esteve representada pelos vice-presidentes de Assuntos Parlamentares, José Avelino da Silva Neto; de Aposentadorias e Pensões, Tereza Liduína Santiago Félix; e pelo assessor de Estudos Socioeconômicos, Vilson Antonio Romero.

O presidente do Mosap, Edson Haubert, que coordenou a reunião, informou que a primeira etapa da campanha nas redes sociais já foi consolidada e, nesta semana, as ações serão voltadas para a mobilização conjunta contra a PEC 32. A agenda de atividades teve início nesta terça-feira (14/9), com recepção aos parlamentares nos aeroportos de todo o país, e segue até quinta-feira (16/9), com manifestação no Anexo II da Câmara dos Deputados, em Brasília.

Vilson Romero enfatizou que, neste momento, o trabalho deve ser focado nos deputados que compõem a Comissão Especial que analisa a PEC. “Precisamos intensificar a atuação nas redes sociais, utilizar mais amplamente as plataformas, buscando pressionar os deputados da Comissão”, disse, lembrando que nem todos os deputados encontram-se nos gabinetes na capital federal e que o acesso ao Congresso Nacional está limitado, em decorrência da pandemia.

José Avelino também destacou a importância do trabalho das entidades representativas. “Temos que reconhecer o trabalho das entidades, de modo geral, e dos servidores públicos, porque essa PEC 32, desde seu início, já passou por mudanças, como em relação aos poderes do presidente da República, por exemplo. Temos que, cada vez mais, enfatizar a nossa luta, conclamar os trabalhadores, os servidores públicos e a sociedade de modo geral, porque reforma é para melhoria de condições e essa PEC propõe exatamente o contrário, está na contramão”, afirmou Avelino.

No mesmo sentido, Tereza Liduína fez uma fala positiva e de unidade. “Estamos nessa luta com esperança. Sabemos que é uma luta muito difícil, mas, se todos nós estivermos unidos e empenhados, sabemos que podemos reverter o resultado a nosso favor”, pontuou.

Também na reunião, os dirigentes abordaram outros assuntos da pauta, como a PEC dos Precatórios (PEC 23/21), que visa o parcelamento dos pagamentos; próxima assembleia geral do Instituto para prestação de contas; novo portal do Instituto Mosap; e colaboração das entidades afiliadas com material de divulgação.