Frente do Serviço Público debate modificações no texto da Reforma Administrativa

272

As entidades que integram a Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público realizaram reunião, nesta quarta-feira (8/9), para analisar o relatório da PEC 32/20, da Reforma Administrativa, apresentado pelo deputado Arthur Oliveira Maia (DEM/BA), na semana passada, e as mobilizações realizadas nesta terça-feira (7/9), Dia da Independência. Pela ANFIP participou do encontro o assessor de Estudos Socioeconômicos, Vilson Antonio Romero.

Na ocasião, o consultor político da Frente, Vladimir Nepomuceno, informou as principais modificações da PEC 32/20, e destacou que o relatório foi apresentado com várias alterações em relação ao texto original. A proposta ainda mantém ataques aos direitos dos servidores e viabiliza a terceirização dos serviços públicos. Para ele, o relator apenas blindou o texto para que não haja judicialização.

Segundo o consultor, a votação do relatório está prevista para o dia 16 de setembro e, uma semana depois, pode ir para votação no Plenário. “Não podemos baixar a guarda, independente do que aconteça. O maior medo deles [deputados favoráveis à matéria] é o Plenário, pois com as emendas supressivas podemos cortar algo importante para eles”, completou.

O grupo debateu o assunto e permanece alerta, intensificando as ações para reverter os votos e barrar a matéria com o auxílio de diversos movimentos sociais, com ostensiva pressão nos parlamentares, através das redes sociais e das mobilizações presenciais. Entre as ações dos próximos dias, será realizado um grande ato nos dias 13 e 14 de setembro, que antecedem a votação do relatório na Câmara.