Frente do Serviço Público destaca necessidade de diálogo com parlamentares

369

Em reunião, nesta terça-feira (27/4), coordenada pelo vice-presidente de Política de Classe e Política Salarial da ANFIP, José Arinaldo Gonçalves Ferreira, a Frente Parlamentar Mista do Serviço Público debateu mais uma vez a PEC 32/2020 (Reforma Administrativa).

Na oportunidade, os dirigentes avaliaram a primeira audiência pública da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados, realizada virtualmente, nesta segunda-feira (26/4), para tratar da matéria e discutiram as melhores estratégias de mobilização contra a proposta, defendendo os interesses dos servidores públicos e as necessidades da população brasileira.

Segundo José Arinaldo, a maior parte das audiências públicas são para cumprir protocolos, pois, na realidade, o deputado designado para a relatoria é escolhido “a dedo” para concretizar aquele plano. “Ele está lá para isso, é só uma maneira de homologar”, afirmou.

O encontro virtual também contou com a presença do deputado Paulo Ramos (PDT/RJ) e do consultor político Vladimir Nepomuceno, que apresentou um panorama do cenário político atual e informou que o Congresso está avaliando se ocorrerão as demais reuniões, das seis que ainda estão previstas, ou se a PEC será remetida diretamente para o Plenário. Segundo o consultor, apesar da limitação dos debates virtuais, é necessário dialogar com os parlamentares para garantir que as audiências ocorram.

A Frente está aguardando o agendamento da reunião com o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP/AL), para apresentar o posicionamento das entidades e requerer suspensão da tramitação da Reforma Administrativa. O grupo também segue com as campanhas de comunicação nas redes sociais em prol da mobilização dos servidores e da população.