Frente do Serviço Público monitora pautas do Congresso Nacional

346

As entidades que integram a Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público se reuniram nesta segunda-feira (29/11) para discutir as pautas em andamento no Congresso Nacional que afetam os servidores. Pela ANFIP, estiveram presentes o vice-presidente de Política de Classe e Política Salarial, José Arinaldo Gonçalves Ferreira, e o assessor de Estudos Socioeconômicos, Vilson Antonio Romero.

Segundo análise do consultor político da Frente, Vladimir Nepomuceno, o foco principal do Congresso esta semana é a PEC 23/21, dos Precatórios. A matéria está na pauta de deliberação da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado Federal desta terça-feira (29/11).

Acerca da Reforma Administrativa, o consultor político informou que não está pautada para esta semana, pois o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP/AL), não quer correr o risco de que a matéria não seja aprovada. O cenário é desfavorável pois os deputados que visam a reeleição no próximo ano não querem votar a matéria. “O ministro da Economia, por desencargo de consciência, diz que ainda é possível ser votada, mas nem a própria equipe da Economia e o mercado financeiro acreditam nisso. Não tem argumento nenhum favorável ao que ele diz”, completou.

Vilson Romero reforçou a importância de as entidades seguirem atentas, pois caso o presidente da Câmara sinta que o clima de tramitação da matéria está favorável, poderá colocá-la em votação a qualquer momento.

Durante os próximos dias, as entidades continuam com as atividades nas redes e nas ruas para reforçar o posicionamento contrário à retirada de direitos trazida pelas matérias.

Confira a agenda de mobilizações presenciais:  

Terça-feira (30/11)

7h – Concentração no Aeroporto Internacional de Brasília

14h – Concentração em frente ao Senado

Quarta-feira (1/12)

14h – Concentração em frente ao anexo II da Câmara

16h – Panfletagem na Rodoviária do Plano Piloto

Quinta-feira (2/12)

9h – Concentração em frente ao anexo II da Câmara