ANFIP e Frente do Serviço Público analisam conjuntura política

285

A Frente Parlamentar Mista do Serviço Público realizou mais uma reunião de trabalho nesta segunda-feira (14/3), a fim de avaliar a conjuntura política e discutir estratégias em defesa do serviço público. Pela ANFIP participaram o presidente Vilson Antonio Romero e os vice-presidentes Gilberto Pereira (Estudos e Assuntos Tributários) e José Arinaldo Gonçalves Ferreira (Política de Classe e Política Salarial), que conduziu o encontro.

José Arinaldo criticou a desvalorização do trabalho da Receita Federal do Brasil. “Ao longo dos anos o fisco federal vem sendo desprestigiado e desconsiderado pelo governo. É injusto, pois é um trabalho que recolhe e garante recursos que financiam o Estado”, lamentou.

Vilson Romero sugeriu pautas relevantes que devem ser discutidas pelas lideranças, como providências necessárias à retomada do trabalho presencial no serviço público federal e os atrasos na concessão de aposentadorias.

O consultor parlamentar da Frente, Vladimir Nepomuceno, alertou sobre a possibilidade de a Reforma Administrativa (PEC 32/20) ser votada no segundo semestre de 2022 e reforçou que as entidades devem ficar atentas e definir ações contra a matéria para o período pós-eleitoral.  Informou, ainda, que entre os destaques do Congresso para esta semana está a votação do relatório do senador Roberto Rocha (PSDB/MA) sobre a proposta de Reforma Tributária (PEC 110/2019), na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. O deputado Rogério Correia (PT/MG) também participou da reunião.