Arca promove live sobre trabalho remoto durante a pandemia

137

Nesta terça-feira (8/7), a Articulação Nacional das Carreiras Públicas para o Desenvolvimento Sustentável (Arca) realizou uma live com o tema “Trabalho Remoto na Pandemia”, passando por questões jurídicas e debatendo o assunto a partir da perspectiva dos servidores públicos. A Arca é uma entidade que reúne associações de servidores de carreiras públicas da administração direta e indireta, com o objetivo de defender o Estado Democrático de Direito e construir um Plano Nacional de Desenvolvimento Sustentável.

Para a live, foram convidados: Ana Paula Volpe, diretora na Associação dos Servidores da Secretaria da Ciência e Tecnologia (ASCT – MCT); Fabio Lima, sócio fundador do Lima e Volpatti Advogados Associados; e Roberto Muniz, analista sênior do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e presidente do Sindicato Nacional dos Servidores Públicos Federais da Carreira de Gestão, Planejamento e Infraestrutura em Ciência e Tecnologia (SindGCT) e da Associação dos Servidores do CNPq (ASCON). O assessor de Estudos Socioeconômicos da ANFIP, Vilson Antonio Romero, também acompanhou a discussão.

Segundo Romero, mesmo instalado às pressas em razão da pandemia, na maior parte dos órgãos públicos o teletrabalho revelou-se satisfatório e com aumento da produtividade. “Ainda resta o debate sobre as condições a serem garantidas pelos empregadores na hipótese, muito viável, de sua continuidade, ao final da calamidade pública. Apesar de propiciar maior qualidade de vida aos servidores, resultou em carências na interação e socialização, bem como nas deficiências de equipamentos, rede sem fio, ergonomia, questões ainda pendentes de maior definição”, ponderou.

Esta e outras lives estão disponíveis no Facebook da entidade: clique aqui.