Frente do Serviço Público avalia perspectivas para a semana

434

O vice-presidente de Política de Classe e Política Salarial da ANFIP, José Arinaldo Gonçalves Ferreira, coordenou nesta segunda-feira (4/4) mais uma reunião da Frente Parlamentar do Serviço Público, que teve o objetivo de avaliar a conjuntura política e definir estratégias em defesa dos servidores.

As entidades discutiram o encerramento, nesta segunda, do prazo para que o governo promova reajustes salariais para todas as categorias de servidores. O grupo acompanha a tramitação do PLN 1/22, que abre crédito suplementar de R$ 1,7 bilhão em favor de diversos órgãos do Executivo e aguarda votação no Plenário do Congresso Nacional.

O consultor parlamentar Vladimir Nepomuceno apresentou um panorama da agenda do Congresso para esta semana. Segundo Nepomuceno, serão deliberadas pelo Senado Federal as indicações de autoridades para ocupar cargos de direção em agências reguladoras, os nomes foram indicados pelo presidente da República. Também poderá ser votada a MP 1076/2021, que concede benefício extraordinário, até o mês de dezembro, em complementação ao Auxílio Brasil.

Nepomuceno afirmou ainda que os dirigentes devem ficar atentos a outros projetos que afetam os servidores. “A Reforma Administrativa não está parada. A PEC 32/20 está estagnada na Câmara, mas a Reforma está andando nos estados e municípios de outras formas”.

A Frente aguarda o agendamento de audiência no Palácio do Planalto, com o chefe da Casa Civil, ministro Ciro Nogueira a fim de apresentar os pleitos dos servidores ao governo. A solicitação foi protocolada na terça-feira (29/3).