Servidores analisam conjuntura e marcam novo ato em defesa do reajuste salarial

481

Na tarde desta segunda-feira (31/1), as entidades que integram a Frente Parlamentar Mista do Serviço Público se reuniram virtualmente para debater a atual conjuntura política. O grupo considerou as possibilidades envolvendo a concessão da recomposição salarial aos servidores públicos e as reformas estruturais em tramitação no Congresso Nacional.

De acordo com o consultor parlamentar da Frente, Vladimir Nepomuceno, a PEC 32/20 (Reforma Administrativa) continua parada e sem previsão de discussão até as eleições de 2022. Já a decisão sobre o reajuste irá depender do nível de pressão dos trabalhadores sobre o governo federal, além de outras questões relacionadas à Lei de Responsabilidade Fiscal. Segundo o consultor, ao longo de fevereiro e março tudo pode acontecer.

Diante do cenário apresentado, foi confirmada a promoção de outro movimento em prol do reajuste salarial, no dia 2 de fevereiro, em Brasília. A concentração terá início às 9h, no Espaço do Servidor, com passeata até a Praça dos Três Poderes. Os resultados da mobilização serão mensurados durante a próxima reunião do grupo, prevista para o dia 7 do mesmo mês.

Os representantes aproveitaram para lembrar que as atividades na Câmara dos Deputados serão realizadas remotamente até o dia 25 de fevereiro. A medida foi anunciada pelo presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), em razão da nova onda de casos de Covid-19 e visando uma melhor aplicação dos recursos públicos que seriam utilizados no retorno presencial.