Reforma Administrativa deve ir a Plenário em 2023, apura Frente RS

362

Na manhã desta segunda-feira (1/11), o assessor de Estudos Socioeconômicos da ANFIP, Vilson Antonio Romero, esteve em reunião com a Frente Gaúcha em Defesa do Serviço Público e demais entidades e centrais sindicais para discutir a atual situação das PECs 32/20 (Reforma Administrativa) e 23/21 (Precatórios).

O encontro foi virtual e contou com a participação especial do deputado Paulo Vicente Caleffi (PSD/RS), membro da terceira maior bancada da Câmara dos Deputados. Em sua exposição, Caleffi afirmou que a PEC 32/20 só será votada em 2023. “Ficou decidido que nenhum deputado quer votar essa matéria em véspera de eleição, podem ficar despreocupados”, frisou.

Segundo o deputado, com o adiamento, todos, incluindo a oposição, terão bastante tempo para debater a matéria. Mas caso entre em pauta antes, comprometeu-se a ausentar seu voto em Plenário. “É prematuro nós conversarmos agora sobre posicionamentos. No caso de a matéria ser votada até março de 2022, meu posicionamento é claro”, afirmou. Caleffi também foi convocado para a votação da PEC 23/21 (Precatórios), prevista para acontecer nesta quarta-feira (3/11), em Brasília.

Apesar das preocupações, Vilson Romero agradeceu o posicionamento do deputado e colocou o grupo à disposição nas eleições de 2022. Celso Malhani, diretor da Fenafisco, também esteve presente e afirmou que “só há uma saída: continuar as mobilizações”. Malhani fez questão de lembrar que as manifestações contra as matérias não têm cunho partidário, buscando proteger a dignidade da sociedade e garantir a prestação de serviços de qualidade. “Neste momento nosso partido é o serviço público”, concluiu.