ANFIP acompanha lançamento da Sala de Democracia Digital

185

A vice-presidente de Comunicação Social da ANFIP, Leila Souza de Barros Signorelli de Andrade, participou nesta quarta-feira (25/7), no Rio de Janeiro (RJ), a convite da Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (FGV DAPP), do lançamento da Sala de Democracia Digital – #observa2018. Na oportunidade foi realizado seminário sobre o impacto das redes sociais nas eleições no Brasil e no mundo. O presidente da Afiperj, José Arinaldo Gonçalves Ferreira, também acompanhou o evento.

O projeto tem como objetivo acompanhar e analisar o debate público na web e identificar ações de desinformação nas eleições deste ano. A Sala disponibilizará de forma pública e acessível análises diárias sobre políticas públicas e o debate econômico, bem como sobre práticas de manipulação do processo político, como a presença de robôs e notícias falsas.

“Em 2018, o Brasil deve enfrentar uma das eleições mais polarizadas desde a sua redemocratização, que pode ter diferentes desdobramentos, como aprofundar a crise atual ou iniciar transformações sociais e políticas relevantes”, afirma o diretor da FGV DAPP, Marco Aurelio Ruediger. “O processo eleitoral, bem como todo o papel desempenhado pela internet e pelas mídias sociais no contexto brasileiro, será objeto de grande atenção internacional. A possibilidade de ação efetiva da sociedade civil no combate à desinformação, manipulação e interferências ilegítimas no meio digital pode ter consequências em outras democracias do mundo, tornando o Brasil uma referência internacional.”

A Sala de Democracia Digital contará com um hotsite — com versões em português e inglês — e o aplicativo web #observa2018, que disponibilizará dados e análises diariamente pelo celular.

O projeto da FGV DAPP tem com parceiros o Atlantic Council; o National Democratic Institute (NDI); a Omidyar Network; o Visualization and Data Analytics Research Center (VIDA), da New York University (NYU); o Instituto de Tecnologia e Equidade (IT&E); o Digital Ethics Lab, do Oxford Internet Institute; a Escola de Direito da FGV-SP; a FGV Projetos; e a Rustcon. A Sala conta com parceria de mídia com a rádio CBN, o jornal Estado de São Paulo, a agência de fact-checking Lupa, o portal digital Nexo Jornal; e a Elo Company. E um Comitê Observador, formado por uma rede internacional de parceiros acadêmicos, de sociedade civil e governamental, manterá interlocução permanente com os pesquisadores da FGV DAPP na Sala para a troca de experiências durante o período eleitoral.

Com informações da FGV.