ANFIP participa de Seminário Internacional da Receita Federal

ANFIP participa do Seminário Internacional “A Administração  Tributária e Aduaneira: Novos Rumos e Desafios”, promovido pela Receita Federal do Brasil, em comemoração aos seus 50 anos. O evento é realizado no Palácio Itamaraty, nesta quarta-feira (21), em Brasília (DF).

Representando a Entidade, participam os vice-presidentes, Sandra Tereza Paiva Miranda (Executiva), César Roxo Machado (Estudos e Assuntos Tributários), Décio Bruno Lopes (Assuntos da Seguridade Social), Maria Aparecida Fernandes Paes Leme (Relações Públicas), Dejanira Freitas Braga (Cultura Profissional e Relações Interassociativas), Valdenice Seixas Elvas (Planejamento e Controle Orçamentário) e Ilva Maria Franca Lauria (Assuntos Parlamentares).

O seminário foi aberto pelo Secretário da Receita Federal do Brasil, Jorge Rachid, que destacou a presença da ANFIP e discorreu sobre a administração tributária e aduaneira como pilar para a sociedade. “A importância do auditor fiscal é muito ampla. Temos 320 milhões de documentos de arrecadação que passam pela Receita Federal todo ano, o que pretendemos reduzir com a unificação das obrigações tributárias. Em 2017, operamos 2,3 milhões de declaração de importação e 1,3 milhão de declarações de exportações, são mais de 42 mil importadores e 20 mil exportadores. Temos também  uma agenda muito forte, no sentido de aprimorar essas questões referentes ao comércio exterior”, explicou.

O painel de abertura contou com a participação do secretário-executivo do  Centro Interamericano de Administração Tributaria (CIAT), Márcio Ferreira Verdi; do secretário-geral da Organização Mundial de Aduanas (OMA), Kunio Mikuriya; e o diretor do Centro de Política e Administração Tributária da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Pascal Saint-Amans. “No modelo global, o Brasil tem muito o que contribuir nos trabalhos e no diálogo entre os países sobre questões tributárias. Destaco que 50 anos é uma idade para se começar a viver”, afirmou o representante da OCDE.

O seminário prossegue nesta tarde abordando temas, como: simplificação da tributação sobre consumo, conformidade tributária,  desafios do controle aduaneiro com facilitação e segurança, além da tecnologia disruptiva gerando novos paradigmas no modelo de trabalho da administração tributária e aduaneira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *