GT Mulheres do MCCE debate paridade de gênero e combate à corrupção

117

A ANFIP, representada pelo assessor de Estudos Socioeconômicos, Vilson Antonio Romero, acompanhou, nesta quinta-feira (10/9), o evento on-line ”Lei da Ficha Limpa 11 anos: paridade de gênero e combate à corrupção nas eleições de 2022”, realizado pelo Grupo de Trabalho Mulheres do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE).

O objetivo do debate foi contextualizar a importância da Lei da Ficha Limpa nos processos eleitorais da última década e seu papel imprescindível para a democracia. Com participação de diversas especialistas da área do Direito, também foi destacada a necessidade de impulsionar a participação feminina na política do país e busca por paridade nos espaços de decisão política.

Vilson Romero, que interagiu através do chat e do envio de perguntas, lembrou que “a maioria do eleitorado é feminino” e defendeu o incentivo ao voto em mulheres candidatas. “Sugiro que se preparem para se candidatar no ano que vem. Precisamos de vocês no Congresso ou nas Assembleias Legislativas”, declarou Romero, em apoio à candidatura feminina.

O evento, transmitido pelo Youtube, no Canal MCCE, contou com palestras da vice-coordenadora do GT Mulheres e Paridade do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, Nathalia Mariel; da advogada, fundadora do Observatório Nacional das Candidaturas Femininas, Valéria Dias Paes Landim; da promotora de Justiça do Ministério Público de São Paulo (MPSP), Vera Lúcia Taberti. A mediação da live foi realizada por Thaís Rodrigues, jornalista, que atua como repórter do site Congresso em Foco pelo programa Diversidade nas Redações da É Nóis Conteúdos.

Assista abaixo ao debate completo ou clique aqui: