Justiça defere pedido do MPF e Auditores Fiscais deixam prisão

256

O Núcleo de Combate à Corrupção da Procuradoria da República no Estado do Rio de Janeiro, do Ministério Público Federal (MPF), emitiu na sexta-feira (11/10) documento em que deixa de requerer a prisão preventiva de Leonidas Quaresma, Fernando Barbosa e Fábio dos Santos Cury por entender inexistentes os fundamentos para tanto. Com o deferimento do pedido pela Justiça, os Auditores Fiscais foram liberados da prisão temporária.

A ANFIP mantém seu posicionamento no caso, sempre em defesa da verdade e em irrestrito apoio ao trabalho da Receita Federal do Brasil. Assim como a entidade entende que punições sejam aplicadas àqueles que comprovadamente agiram com desvio de função, entende que os servidores que sempre atuaram com retidão e seguindo os preceitos legais sejam inocentados. A Associação continuará acompanhando o caso.