Mosap articula mobilização contra “fundão eleitoral” aprovado no Congresso

300

Os representantes de classe que integram o Movimento Nacional dos Servidores Públicos Aposentados e Pensionistas (Mosap) se reuniram virtualmente, na manhã desta terça-feira (20/7), para conversar sobre o atual cenário sociopolítico nacional e debater estratégias de mobilização em defesa dos interesses das categorias.

Durante o encontro, coordenado pelo presidente do Movimento, Edison Haubert, os presentes analisaram o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2022, aprovado pelo Congresso Nacional na última quinta-feira (15/7), que elevou os recursos para campanhas eleitorais de R$ 2 bilhões para R$ 5,7 bilhões a partir do ano que vem. O texto do “fundão eleitoral”, como está sendo chamado, segue para sanção ou veto do presidente da República.

Unindo-se à oposição ao fundo, um grupo de parlamentares liderado pelo senador Alessandro Vieira (Cidadania/SE), juntamente com o movimento político ‘Livres’, anunciou, ontem (19/7), que entrou com um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) solicitando o cumprimento da liminar por parte dos presidentes Rodrigo Pacheco (DEM-MG), do Senado, e Arthur Lira (PP-AL), da Câmara. A ação será relatada pelo ministro Kassio Nunes Marques, e também pede a intimação do Ministério Público Federal (MPF).

Já em continuidade às discussões sobre a Reforma Administrativa (PEC 32/2020), que retira direitos constitucionais dos servidores públicos e prejudica a qualidade dos serviços prestados à população, foi alinhado um plano de atuação conjunto com as demais entidades, incluindo ações unificadas nas mídias sociais e o apoiamento de campanhas de conscientização por todo o país, com o uso de outdoorsfrontlights, propagandas e peças publicitárias de impacto. A PEC segue em análise de mérito na Comissão Especial na Câmara, que prosseguirá com as atividades após o recesso parlamentar.

Por fim, foi apresentado o novo site do MOSAP, elaborado para adaptar o Instituto à modernidade e atrair cada vez mais aposentados e pensionistas à luta. O site passa pelos últimos processos de manutenção e poderá ser acessado por todos em breve.

Pela ANFIP, estiveram presentes na reunião José Avelino da Silva Neto, vice-presidente de Assuntos Parlamentares; Vilson Antonio Romero, assessor de Estudos Socioeconômicos; e Genésio Denardi, presidente da Estadual em São Paulo.