Advogados se reúnem com juiz para tratar das execuções dos 28,86%

605

O advogado Rodrigo Cartafina, do Setor Jurídico da ANFIP, e Priscila Abritta, do escritório Mota & Advogados Associados, se reuniram na quinta-feira (27/08) com o juiz titular da 5ª Vara Federal do Distrito Federal, Cristiano Miranda de Santana, para tratar das execuções dos 28,86% que já tiveram os embargos à execução transitados em julgado. A reunião foi realizada pela plataforma Zoom.

São 30 execuções que já tiveram o trânsito em julgado. Os advogados solicitaram celeridade no envio dessas execuções para a Contadoria Judicial, que irá apresentar os cálculos com os parâmetros do acórdão que transitou em julgado.

O magistrado se colocou à disposição para se reunir, mensalmente, com os advogados e representantes da ANFIP. A ideia é que esses valores sejam logo inscritos em precatório para que os exequentes possam receber no ano de 2022.

Há outras situações que ainda pendem de julgamento pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região. O escritório está programando audiências virtuais também com os desembargadores, para que esses processos sejam finalmente finalizados.