ANFIP e Frente do Serviço Público prosseguem com estratégias em defesa do servidor

Em continuidade aos trabalhos desenvolvidos pela Frente Parlamentar Mista do Serviço Público, as entidades que a compõe reuniram-se de forma virtual nesta segunda-feira (27/7). O encontro foi conduzido pelo vice-presidente de Política de Classe e Política Salarial da ANFIP, José Arinaldo Gonçalves Ferreira.

Também estiveram presentes, representando a ANFIP, o vice-presidente de Assuntos Parlamentares, José Avelino da Silva Neto, e o assessor de Estudos Socioeconômicos, Vilson Antonio Romero.

Na ocasião foram avaliados os webinários que estão sendo realizados nos estados, principalmente a última edição, no Rio Grande do Sul. Além disso, abordaram pautas previstas para serem discutidas no Congresso Nacional, entre elas a reforma administrativa.

Durante a reunião, o deputado federal Rogério Correia (PT/MG) afirmou que quando se fala sobre a reforma administrativa, de forma geral, o que se tem são uma série de conceitos equivocados sobre o serviço público, tendendo a diminuí-lo e prejudicar o servidor, o que consequentemente, leva também  ao prejuízo do serviço público.

O deputado explicou ainda que existem inúmeros assuntos que a sociedade não deve permitir que sejam tratados durante o processo de pandemia, pois o modo com que as pautas estão sendo trabalhadas dificulta a participação das pessoas. “É necessário defender o serviço público, porque ele será ainda mais necessário no contexto pós-pandemia. Não há de se falar em enxugar o Estado. Até para recuperar a economia nós precisaremos de um Estado que tenha um funcionamento adequado e vamos precisar dos servidores. É muito importante termos consciência disso”, destacou.

Ao comentar os webinários, Vilson Romero sugeriu que sejam criadas estratégias para que os debates alcancem mais pessoas e seja aberta uma interlocução com a sociedade. “Por mais que o trabalho seja brilhante, nós precisamos pensar em algo para irmos além”, afirmou.

O próximo debate ocorrerá no próximo sábado (1º/8), no Mato Grosso do Sul. A transmissão, ao vivo, acontece a partir das 15h nas plataformas digitais da Frente. Acesse aqui para assistir aos debates.