ANFIP e FNRDS elaboram nota pública sobre auxílio emergencial

341

O assessor de Estudos Socioeconômicos da ANFIP, Vilson Antonio Romero, esteve em reunião com o grupo de trabalho do Fórum Nacional pela Redução da Desigualdade Social (FNRDS), na manhã desta segunda-feira (12/7), para revisão da nota pública conjunta sobre a importância da distribuição do auxílio emergencial, pago desde abril e previsto até outubro de 2021.

O documento defende a promoção de amplo debate sobre o tema e aponta dados estruturais que traduzem o atual cenário socioeconômico nacional, incluindo informações sobre desemprego, extrema pobreza, fome, inflação, aumento dos juros, estabilidade cambial e outros. Segundo o Fórum, a situação está caótica e a desigualdade social no Brasil vem sendo ainda mais agravada pela política econômica implementada pelo atual governo, sobretudo durante a pandemia.

A nota será apresentada amanhã (13/7) às demais entidades integrantes do Fórum, deliberada e devidamente encaminhada às autoridades envolvidas, na tentativa de sensibilizar os governantes e iniciar as discussões sobre a pauta.

Sobre o Fórum

O FNRDS é coordenado pelo Conselho Federal de Economia (Cofecon) e, além da ANFIP, é integrado pela Auditoria Cidadã da Dívida (ACD); União Sindical dos Trabalhadores (UST); Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB); Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB); Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef); Associação Nacional de Política e Administração da Educação (Anpae), entre outras entidades.

Sua atuação está estruturada em cinco eixos: mudar o atual modelo tributário, preservar os direitos sociais, manter e explorar políticas públicas de valorização do trabalho e da educação, reforçar a função social do Estado, e trabalhar pela ampliação da democracia e da participação social no combate ao sistema político responsável pela reprodução da desigualdade no país.