Reforma Administrativa – Com que objetivo?

937

A Reforma Administrativa apresentada pelo governo (PEC 32/2020) altera a Constituição Federal com dois objetivos principais: acabar com o Regime Jurídico Único (RJU) e com o instituto da estabilidade.

Com o fim desses direitos, o governo implementa, no lugar, uma série de normas que trarão graves consequências a toda sociedade, como a precarização dos serviços prestados, resultado de contratações apadrinhadas, em que o comprometimento com o Estado passará a ser mínimo.

A ANFIP é a favor do aperfeiçoamento do serviço público, com reformas que tragam melhorias na gestão das políticas públicas e dos recursos destinados ao atendimento à população, e que valorizem a relação entre Estado e servidores. Diga não a esta reforma que aniquila os direitos de todos os cidadãos!

Confira a campanha da ANFIP contra a Reforma Administrativa: