ANFIP e Fonacate discutem estratégias de enfrentamento à PEC da Reforma Administrativa

Em assembleia geral realizada nesta terça-feira (15/9), as entidades integrantes do Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate) debateram estratégias de enfrentamento à PEC 32/20 (Reforma Administrativa). Pela ANFIP, participaram do encontro virtual o vice-presidente Executivo, Márcio Humberto Gheller, e o assessor de Estudos Socioeconômicos, Vilson Antonio Romero.

Abrindo a reunião, Rudinei Marques, presidente do Fórum, apresentou alguns pontos observados na reunião realizada nesta segunda-feira (14/9) com o secretário de Gestão e Desempenho de Pessoal (SGP) do Ministério da Economia, Wagner Lenhart, e com Cléber Izzo, diretor de Relações de Trabalho no Serviço Público, citando os impactos da Reforma para o serviço público e para a sociedade. “Nós entendemos que a PEC atinge a todos, e não apenas os novos servidores”, destacou.

Jorge Ramos Mizael, consultor político, apresentou um panorama geral da situação da PEC. Para o consultor, o cenário atual é muito diferente da apresentação da Reforma da Previdência e dificulta a mobilização das entidades, pois atualmente as reuniões são remotas e as comissões não estão estabelecidas.

Ao abordar o tema, Vilson Romero destacou a atuação rápida do Fórum: “o Fonacate se antecipou ao início da tramitação da Reforma Administrativa na Câmara e já avalia as diversas estratégias no âmbito parlamentar e de mídia para o enfrentamento da proposta que fragiliza o serviço público”.

Na ocasião, ficou deliberada a realização de nova reunião na sexta-feira (18/9) para definir as prioridades do grupo e iniciar a produção de sugestões de emendas à PEC.