Frente do Serviço Público defende a suspensão da tramitação da PEC 32/20

292

As entidades que integram a Frente Parlamentar Mista do Serviço Público realizaram mais uma reunião virtual, nesta terça-feira (4/5), para analisar a atual conjuntura política e discutir estratégias de atuação conjunta contra a PEC 32/20 (Reforma Administrativa). Pela ANFIP, participou o vice-presidente de Política de Classe e Política Salarial, José Arinaldo Gonçalves Ferreira, que coordenou o encontro.

Vladimir Nepomuceno, consultor político, apresentou uma análise das audiências públicas que ocorreram na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados na última semana para discutir a PEC 32/20. Segundo ele, as entidades devem aproveitar o período de realização das audiências para conversar com os parlamentares de cada estado e fazer um trabalho coletivo nas bases em busca de unir forças contra a tramitação da proposta.

“Esta PEC não pode prosperar. Tem setores que só querem se tornar Carreira Típica de Estado para ver se escapam da guilhotina, quando, na verdade, a Reforma privatiza o serviço público, e não teremos o que defender se ela passar, pois se órgão for privatizado, não precisará do servidor. Isto é procurar uma cadeira mais confortável em um barco que está afundando”, alertou o consultor.

Em seguida, os dirigentes apresentaram as sugestões de atuação de cada entidade. A Frente aguarda o agendamento de reunião com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP/AL), e segue recolhendo participações no abaixo-assinado virtual que solicita ao deputado a suspensão da tramitação do projeto.  A campanha já conta com mais de 50 mil assinaturas, participe aqui.