PEC 32/20: Frente do Serviço Público avalia perspectivas para a semana

332

A mobilização contra a PEC 32/20 da Reforma Administrativa continua. As entidades que integram a Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público se reuniram nesta segunda-feira (18/10) para avaliar o cenário político das próximas semanas e definir estratégias para o período. Pela ANFIP, estiveram presentes o vice-presidente de Política de Classe e Política Salarial, José Arinaldo Gonçalves Ferreira, que coordenou o encontro, e o assessor de Estudos Socioeconômicos, Vilson Antonio Romero.

Os representantes acreditam que a PEC perdeu forças e o presidente da Câmara Arthur Lira (PP/AL) está postergando a votação para angariar votos favoráveis. Enquanto a matéria não é pautada no Plenário, as entidades intensificam as ações para garantir a derrota da matéria.

Na oportunidade, Vilson Romero reforçou a importância de dar continuidade às mobilizações. “Com a pressão teremos o resultado de virar votos. Fico esperançoso vendo o placar do observatório, se for real o posicionamento dos parlamentares, a PEC já morreu”, acrescentou. Segundo o observatório da Frente, apenas 245 deputados são favoráveis à matéria, ou seja, a Câmara não tem os 308 votos necessários para a aprovação.

O coordenador da Frente, deputado Rogério Correia (PT/MG), informou que esta semana está na lista de prioridades da Câmara a PEC 23/21, que trata dos precatórios, porém as entidades devem ficar atentas a mudanças na pauta. “Não podemos nos acomodar. O Lira não tem falado nada sobre a PEC, então ele não tem os votos e está com muita dificuldade. Mas, precisamos empurrar [a votação] no mínimo para novembro”, disse.

Nesta terça-feira (19/10), as entidades estarão presentes novamente nos aeroportos e em frente à Câmara para pressionar os deputados. Os representantes também organizam atividades para o Dia do Servidor Público, comemorado em 28 de outubro.  A expectativa é que com o retorno das atividades presenciais do Congresso, previsto para os próximos dias, seja possível promover uma audiência pública com a participação dos representantes.