PEC 32/20: Frente Gaúcha intensifica mobilização no estado

249

Em reunião nesta segunda-feira (4/10), as entidades da Frente do Rio Grande do Sul em Defesa dos Serviços Públicos avaliaram a importância da intensificação das mobilizações contra a PEC 32/20, da Reforma Administrativa. O assessor de Estudos Socioeconômicos da ANFIP, Vilson Antonio Romero, participou da reunião e reforçou que o trabalho agora é para virar votos, a fim de garantir que a proposta não seja aprovada pelo Plenário da Câmara dos Deputados.

Os presentes avaliaram ainda o cenário para o mês de outubro e definiram estratégias para o período, com a atuação extensiva nas redes sociais dos parlamentares, especialmente dos favoráveis à PEC e dos em dúvida. No Rio Grande do Sul, são 21 parlamentares com essas tendências de voto.

Os servidores manterão ainda as mobilizações nos aeroportos. Em Brasília, nesta terça-feira (5/10), a concentração acontece no saguão de desembarque, no período da manhã, e no Anexo II da Câmara, na parte da tarde. Para a semana do feriado, dia 12/10, os parlamentares devem permanecer em seus municípios, o que permitirá a concentração dos esforços na base eleitoral.

É dessa mobilização que a PEC vai recuar, acreditam os representantes das entidades. E, enquanto a proposta não estiver pautada, o movimento conjunto deve permanecer. A avaliação é que o recuo do presidente da Câmara tem como objetivo desmobilizar os servidores, o que não pode acontecer. Portanto, é preciso permanecer alerta. “Mobilização é a palavra-chave.”