Investimento público é fundamental para reverter crise do emprego, indica Dieese

165

O Ministério da Economia divulgou, na quarta-feira (27/5), o primeiro resultado de 2020 do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). No período analisado, de janeiro a abril, os dados retratam o impacto da pandemia de Convid-19 no mercado de trabalho brasileiro.

Segundo a pesquisa, somente em abril, ocorreram 860.503 fechamentos de postos de trabalho no país, sendo o pior resultado para o mês desde o início da série histórica da Secretaria Especial de Trabalho e Previdência do Ministério da Economia – que tem início em 1992, e a maior taxa de demissão registrada em 29 anos.

Em nota técnica, o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese-RS) avalia que a perda de renda da população e a consequente retração no consumo e na demanda no setor privado exigem investimentos públicos para a manutenção da renda e recuperação econômica. De acordo com a instituição, os mais prejudicados pela crise foram os setores de Comércio e Serviços; e a região mais afetada foi o Nordeste.

Acesse AQUI a NT do Dieese e, para conferir os dados completos do Caged 2020, clique AQUI.