Receita Federal no Aeroporto de Brasília realiza apreensão de droga oculta em peça de veículo

450

Ação conjunta entre a Alfândega da Receita Federal em Brasília, o Grupo Especial de Operações em Fronteira do Estado do Acre (Gefron/AC) e a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), num depósito de remessas de uma transportadora no Aeroporto Internacional de Brasília, resultou na apreensão de 1,192 kg de cocaína oculta numa peça de veículo. A operação teve início no dia 13 de setembro e, após a entrega monitorada, resultou na prisão de uma mulher de 20 anos, destinatária da encomenda.

O sucesso da operação se deve à atuação precisa da equipe de cães de faro e condutores da referida unidade aduaneira, que detectaram a presença da droga em uma encomenda. O pacote, vindo do estado do Acre, tinha como destino Santa Maria, cidade satélite do Distrito Federal.

Após a identificação do volume suspeito, as autoridades iniciaram uma investigação minuciosa para rastrear o responsável pelo envio da droga e seu recebedor. Foi descoberto que a destinatária, na verdade, operava na cidade de Luziânia, no estado de Goiás.

As investigações continuaram e as autoridades observaram uma mulher que estava aguardando receber a encomenda no Aeroporto de Brasília. Assim que a caixa contendo a droga foi retirada do depósito e entregue a ela, os agentes da PCDF entraram em ação e efetuaram a prisão da recebedora.

Operação como essa representa um importante passo no combate ao tráfico de drogas no País, demonstra a eficácia das equipes de cão de faro da Receita Federal e a importância da cooperação entre diferentes órgãos de segurança e fiscalização. A Receita Federal atua de maneira permanente para proteção da sociedade e continuará trabalhando incansavelmente para combater o tráfico de drogas e outros crimes relacionados.