O 14º dos aposentados do INSS faz bem ao país

241

Levantamento da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip) mostrou que o pagamento dos aposentados e pensionistas sustenta 87% dos municípios brasileiros, garantindo renda e reduzindo a desigualdade

Por Yedda Gaspar*

Todos os que leram os nossos últimos artigos vão perceber que o tema deste é praticamente o mesmo de outros, mas volto a ele porque é fundamental, não somente para a nossa classe, mas para o próprio país.

Refiro-me ao projeto do 14º salário para aposentados e pensionistas do INSS. Ora, com a desculpa (ou motivo) de não causar desemprego, por causa da pandemia com o novo coronavírus, o governo Bolsonaro permitiu às empresas, todas elas, diminuírem os salários de seus funcionários em até 70% e mesmo suspendê-los por alguns meses.

Quanto aos aposentados e pensionistas, o que fez foi antecipar o 13º do ano passado, aquecendo a Economia no final de abril e maio. Como consequência, ficamos no sufoco em dezembro e em janeiro, com pagamento de IPVA e, agora, IPTU.

Nem vou entrar na questão do apoio às empresas, embora não acredite que elas preservem empregos permanentes mesmo com ajuda do governo, mas vou voltar à importância do 14º salário porque ele é fundamental. Vamos aos fatos:

1º) Levantamento da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip) mostrou que o pagamento dos aposentados e pensionistas sustenta 87% dos municípios brasileiros, garantindo renda e reduzindo a desigualdade.

2º) O levantamento levou em conta o resultado de 2017 e concluiu também que em 4.101 de 5.570 cidades pesquisadas, a soma dos benefícios é maior que o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

3º) Aposentado e pensionistas não guardam dinheiro. Eles gastam no mercado local, eles, sim, aquecendo a Economia e garantindo a maioria dos empregos nestas cidades.

Afinal, é ou não é negócio para todo mundo o pagamento de um 14º salário para aposentados e pensionistas?

(*) É presidente da Federação das Associações dos Aposentados e Pensionistas do Estado do Rio de Janeiro.

Fonte: O Dia – RJ