Você acha justo? Para ANFIP, atual modelo de tributação do IRPF amplia desigualdades sociais

318

Quer saber mais sobre o Imposto de Renda Pessoa Física? O canal “Você acha justo?”, que faz parte de uma campanha da sociedade civil por uma reforma tributária solidária, justa e sustentável, com apoio da ANFIP, detalha, em vídeo, como estão distribuídas as alíquotas do IRPF.

E para explicar melhor, o vice-presidente de Estudos e Assuntos Tributários, Cesar Roxo Machado, fala da perversidade do sistema que faz com que quem ganha R$ 5 mil tenha a mesma alíquota incidente de quem ganha R$ 500 mil por mês. “A tributação da renda da pessoa física no Brasil é extremamente perversa e acentua as desigualdades sociais”, destaca Cesar Roxo.

Confira abaixo alternativas para este modelo tributário e se inscreva no canal: www.youtube.com/VoceAchaJusto.