Entidades do Pacto de Brasília reúnem-se com deputado Celso Sabino

119

Os representantes das entidades que integram o Pacto de Brasília, dentre elas a ANFIP, reuniram-se nesta terça-feira (27/4) para dar continuidade às ações em defesa da administração tributária brasileira e de uma Reforma Tributária que reduza as desigualdades do país. O encontro, realizado em formato virtual, contou com a participação do deputado federal Celso Sabino (PSDB/PA).

Os dirigentes expuseram suas avaliações em relação às PECs 45 e 110, ambas de 2019, que tratam da reforma no sistema tributário brasileiro, e destacaram a importância de intensificar a articulação junto aos parlamentares, além de promover audiências e debates virtuais, a fim de apresentar as demandas de interesse dos fiscos federal, estadual e municipal.

Reafirmando seu compromisso com as carreiras do fisco, o deputado Carlos Sabino declarou: “Um país que tem um fisco forte tem mais propensão ao desenvolvimento. Reitero aqui meu compromisso. Caso o deputado Aguinaldo [relator na Comissão Mista] não contemple o sistema que entendemos ser o mais adequado, vamos apresentar emenda e conversar com os deputados. Se for preciso falar com os 513 parlamentares, nós falaremos!”. A expectativa é de que o parecer seja apresentado pelo deputado Aguinaldo Ribeiro (PP/PB) na primeira semana de maio.

O presidente Décio Bruno Lopes, que representou a ANFIP na reunião, agradeceu o trabalho realizado pelo deputado Carlos Sabino, inclusive durante a tramitação da PEC 186/19 (PEC Emergencial), e reforçou o pedido de apoio neste momento aos servidores públicos, em especial às carreiras da Administração Tributária. “Que a gente tenha condições, por meio da tributação, de reduzir as desigualdades do país. A ANFIP está à disposição para discutir os temas que envolvam as reformas tributária e administrativa”, disse.

Além dos representantes das entidades que integram o Pacto de Brasília (ANFIP, Afresp, Fenafisco, Fenafim, Unafisco, Sindifisco, Sindireceita, Febrafisco e Febrafite), o grupo conta ainda com participação do consultor e ex-deputado federal Luiz Carlos Hauly (PR).