ANFIP fala sobre Previdência no ENCAT

190

Nesta quarta-feira (27/3), o presidente da ANFIP, Floriano Martins de Sá Neto, participou como palestrante do 66º Encontro Nacional de Coordenadores e Administradores Tributários Estaduais (ENCAT). O evento acontece até o dia 28/3, no San Marco Hotel, em Brasília (DF).

O encontro, que reúne representantes das secretarias de Fazenda, Receitas ou Tributação dos Estados e do Distrito Federal e outros órgãos afins, objetiva disseminar modernas técnicas de fiscalização, tributação, arrecadação e outras práticas da administração tributária com a utilização da cooperação fiscal.

Em sua exposição, Floriano Sá Neto abordou o tema “Reforma da Previdência”, apresentando dados sobre o sistema previdenciário nos últimos anos e expondo pontos da proposta da reforma enviada ao Congresso como PEC 6/2019, entre eles, a aposentadoria no meio rural e no urbano.

O presidente da ANFIP afirmou que a questão demográfica não é o maior problema da reforma da Previdência, e o país não irá crescer com esta proposta, principalmente o PIB. “Esta reforma não vai resolver nada em relação ao PIB, pois atende apenas ao mercado financeiro. O Brasil precisar gerar empregos, criar políticas públicas e aumentar os investimentos”, disse.

Durante a palestra, Floriano explicou também que o sistema de capitalização implantado no Chile foi um desastre e esta proposta não irá diminuir as contas públicas e cobrou algumas informações do governo. “Precisamos saber quanto vai custar essa reforma, quem vai pagar a conta da transição? Cadê as premissas?”, reiterou o presidente da ANFIP.

Além disso, Floriano Sá Neto disse que a Entidade está de acordo com uma reforma da Previdência, mas não a apresentada. Por fim, afirmou que a reforma Tributária é uma alternativa ao texto apresentado, especialmente os estudos do projeto Reforma Tributária Solidária, uma iniciativa da ANFIP e da Fenafisco.