Pacto de Brasília prepara ações contra Reforma Administrativa

514

A ANFIP e as demais entidades que integram o Pacto de Brasília realizaram reunião, nesta quinta-feira (17/6), para avaliar as ações em andamento relacionadas à PEC 32/2020 (Reforma Administrativa) e os impactos da reforma para as carreiras dos fiscos federal, estadual, distrital e municipal. Pela ANFIP, participou o assessor de Estudos Socioeconômicos, Vilson Antonio Romero.

Também foi analisada a formulação de emendas ao texto da PEC, que tem prazo de dez sessões para que sejam apresentadas à Comissão Especial na Câmara, além de precisar da assinatura de 171 parlamentares para que seja protocolada.

Vilson Antonio Romero falou sobre a importância de unificar a defesa das entidades, de forma estratégica, e sugeriu que os dirigentes se preparem para as audiências públicas a serem realizadas pela Comissão Especial e para os debates nas assembleias legislativas dos estados.

Na próxima semana, o grupo volta a se reunir para alinhar as ações encabeçadas pelo Pacto de Brasília.

Também participaram da reunião representantes da Associação Nacional dos Auditores-Fiscais de Tributos dos Municípios e Distrito Federal (Anafisco), da Federação Brasileira de Sindicatos das Carreiras da Administração Tributária da União, dos Estados e do Distrito Federal (Febrafisco), da Federação Nacional dos Auditores e Fiscais de Tributos Municipais (Fenafim), do Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Sindifisco Nacional), do Sindicato Nacional dos Analistas Tributários da Receita Federal do Brasil (Sindireceita), da Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco) e da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Unafisco Nacional).