ANFIP e Fonacate definem pauta remuneratória para apresentação ao MGI

114

O presidente Vilson Antonio Romero participou de reunião híbrida do Fórum Nacional das Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), nesta segunda-feira (3/7), com as entidades que o integram, para discutir as principais reivindicações que serão inseridas na pauta do encontro com o Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), que será realizado na próxima semana.

Na oportunidade, discutiram as demandas da pauta salarial de 2024, entre elas a necessidade de recomposição das perdas salariais dos servidores federais ativos, aposentados, e pensionistas acumuladas nos últimos anos, em razão da alta da inflação.  Os dirigentes também defendem aumento da indenização de transporte, a equiparação gradual dos benefícios concedidos aos poderes Legislativo e Judiciário e a correção do valor per capita de saúde.

Em relação às questões não remuneratórias requerem a criação de Mesas Setoriais e Específicas de negociação; a revogação de medidas anticlassistas; redução gradual das contribuições previdenciárias de aposentados e pensionistas; e a regularização do pagamento do Benefício Especial.

Vilson Romero solicitou a inclusão do pedido de retirada do PLP 189/2021 de autoria do poder Executivo, que define o INSS como unidade gestora única do Regime Próprio de Previdência (RPPS) da União.

Durante o encontro também foram definidas as entidades que representarão o Fórum na Mesa Nacional de Negociação Permanente (MNNP).