ANFIP debate perspectivas dos RPPS em seminário no Rio de Janeiro

170

O presidente da ANFIP, Vilson Romero, integrou a mesa de abertura da 2ª edição do Seminário Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS) – Desafios e Perspectivas, que aconteceu nesta segunda-feira (26/6), no auditório da Estadual do Rio de Janeiro (ANFIP-RJ), no centro da capital carioca.

O evento foi promovido pela ANFIP-RJ em conjunto com diversas entidades dos fiscos federal, estadual, distrital e municipal, bem como da Pública Central do Servidor, e objetivou analisar as perspectivas para os RPPS nas três esferas de governo. Além de especialistas e autoridades, reuniu servidores públicos de todo o país, que puderam acompanhar presencialmente no RJ e virtualmente, pelos canais da ANFIP e da ANFIP-RJ no Youtube.

Romero lembrou que a primeira edição do seminário ocorreu em dezembro de 2022, em parceria com a Fenafisco e a Fenafim, e que a ideia é multiplicar o debate em todas as regiões. “Por que queremos discutir os Regimes Próprios? Porque a reforma da Previdência trouxe inúmeras maldades para o conjunto dos trabalhadores do serviço público e da iniciativa privada. E sobre nós, aposentados, paira uma espada de Dâmocles, que é a contribuição extraordinária. Todos os Regimes Próprios estão com desequilíbrio atuarial e isso é motivador de termos uma cobrança extraordinária a qualquer momento, dependendo da vontade política dos governos”, alertou o presidente da ANFIP.

Para o dirigente, é importante que, ao final de cada seminário, os debates sejam reproduzidos para o maior número possível de pessoas. “Todas as palestras ficam gravadas e disponíveis nos canais do Youtube da ANFIP e da ANFIP-RJ para orientar e para que todos se conscientizem da gravidade do momento. É importante a multiplicação desse debate, até para termos antevisão do que temos que mudar na reforma da Previdência, na Emenda Constitucional 103/19”, pontuou Vilson Romero.

A mesa de abertura também contou com participação do presidente da ANFIP-RJ, Adilson da Silva Bastos; da diretora Jurídica do Sincaf (Sindicato Carioca dos Fiscais de Renda), Jane Castelo; do presidente da Fenale (Servidores dos Poderes Legislativos Federal, Estaduais e do DF) e vice-presidente da Pública, José Eduardo Rangel; do diretor de Apoio Legislativo do Sinfrerj (Auditores Fiscais da Receita Estadual do Rio de Janeiro), Ricardo Brant.

Em seguida, foram apresentados os três temas do seminário: Regulação e Supervisão dos RPPS, Equilíbrio Atuarial dos RPPS e Unidades Gestoras dos Entes Federados. Ao final, foi lida e aprovada a Carta do Rio de Janeiro.

Clique aqui para assistir as palestras completas na TV ANFIP.

Acesse abaixo os links das apresentações dos palestrantes:

Décio Bruno Lopes 

Allex Albert Rodrigues

Olacir Luchetta

Mauro da Silva Thomaz