Desinformação é tema de reunião do MCCE

126

 A ANFIP, representada pelo vice-presidente Executivo, Márcio Humberto Gheller, e pela vice-presidente de Aposentadorias e Pensões, Tereza Liduína Santiago Félix, participou da 10ª reunião do Comitê Nacional do MCCE (Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral), cujo tema central foi o combate à desinformação. O encontro foi realizado na manhã desta quarta-feira (13/11), no Edifício OAB, em Brasília, e contou com a presença dos representantes da Ajufe, Anamatra, Sinait e outras entidades de classe.

Ao longo da discussão, foram tratadas pautas atuais e termos ligados à internet e à tecnologia: deepfakes¹, fake news², cultura da desinformação, compartilhamento de informações manipuladas, legislação cibernética, etc. As prisões em 2ª instância, que não têm relação direta com a lei da Ficha Limpa, os projetos e a agenda do Movimento, as eleições municipais de 2020, emendas parlamentares específicas e a campanha ‘Unidos Contra a Corrupção’ também tiveram espaço na ocasião.

O MCCE, ressaltando a gravidade e o impacto que informações não fidedignas podem causar, tanto na imagem pública quanto na candidatura de uma pessoa, está realizando uma ‘Caravana de Combate à Desinformação’, que pretende levar a temática para todo país, começando pelo Norte. O objetivo, segundo o diretor do Movimento, Luciano Santos, é conscientizar a população e prepará-la para validar informações de forma independente, englobando todos os estados e não só as zonas consideradas de foco do Brasil – Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo.

A próxima reunião do Movimento está prevista para o dia 11 de dezembro. Para saber mais, acesse http://www.mcce.org.br/.

 

¹ Junção dos termos “deep learning” (aprendizagem profunda) e “fake” (falso), é uma técnica de síntese de imagens ou sons humanos baseada em técnicas de inteligência artificial. É usada para combinar uma fala qualquer a um vídeo já existente.

² Traduzido do inglês como “notícias falsas”, é uma forma de sensacionalismo que consiste distribuição deliberada de desinformação ou boatos via jornal impresso, televisão, rádio ou online. É escrito e publicado, intencionalmente, para enganar, a fim de se obter ganhos financeiros ou políticos.

LINKS DE INTERESSE

http://www.mcce.org.br/noticias/deepfake-e-polarizacao-sao-pontos-de-atencao-para-a-eleicao-de-2020/