Audiência na Câmara debate Imposto de Renda Pessoa Física

161

A ANFIP participou nesta terça-feira (28/5) de audiência pública na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados para debater a correção da tabela do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF).

A audiência foi presidida pelo deputado federal Jeronimo Goergen (PP/RS), e contou com a participação do presidente do Conselho Executivo da ANFIP, Floriano Martins de Sá Neto; do vice-presidente do Sindifisco Nacional, Ayrton de Castro Bastos; e do diretor de Estudos Técnicos do Sindireceita, Eduardo Schettino.

Em sua participação, Floriano Sá Neto apresentou o projeto da Reforma Tributária Solidária, encabeçado pela ANFIP e Fenafisco (Fisco Estadual e Distrital), produzido por mais de 40 especialistas, que buscou estudar todos os impostos cobrados no Brasil e encontrar soluções para a desigualdade. “Nossa proposta é uma reestruturação no sistema tributário brasileiro, onde saímos de uma base tributária de 50% sobre o consumo, que é a nossa realidade, e fazemos um descolamento, tirando o peso do consumo e elevando esta carga tributária para o lado da renda e do patrimônio. Em contrapartida, haveria redução da tributação sobre bens e serviços e folha de pagamento”, explicou Floriano.

Segundo o presidente da ANFIP, a premissa principal da proposta não é o aumento da carga tributária, mas trazer ela para os níveis dos países da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

Por fim, Floriano Sá Neto afirmou que o modelo tributário brasileiro está desalinhado em relação aos países desenvolvidos, e que a solução para combater a crise econômica no país é fazer uma reforma tributária. “A solução para resolver o problema fiscal do Brasil é fazer uma reforma tributária que seja justa, constitucional, preservando o equilíbrio federativo e sem desigualdade social”, destacou o presidente.