Entidades do Pacto de Brasília reafirmam que Reforma Tributária é prioridade

334

Preocupados com os impactos socioeconômicos da pandemia no país e com o futuro da Reforma Tributária, as lideranças integrantes do Pacto de Brasília, do qual a ANFIP faz parte, reuniram-se na manhã desta segunda-feira (12/4) para analisar a conjuntura dos trabalhos da Comissão Especial mista que trata da matéria no Senado.

Defensor da autonomia da Administração Tributária, o Pacto debateu os possíveis desdobramentos decorrentes da instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, que pode adiar novamente a tramitação da Reforma Tributária. A Comissão deve ter a leitura de seu requerimento de instalação realizada nesta semana, conforme declarou o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e pretende apurar as ações do governo federal no combate à pandemia.

Na próxima segunda-feira (19/4), às 10h, o grupo agendou uma reunião com o consultor Luiz Carlos Hauly para discutir a pauta e articular estratégias em prol das reformas nas Casas, bem como definir os próximos passos em defesa dos servidores e da população brasileira.

Pela ANFIP, participou o assessor de Estudos Socioeconômicos, Vilson Antonio Romero.