Reforma Tributária: ANFIP, Fenafisco e Sindifisco entregam propostas ao governo eleito

532

Os representantes das entidades organizadoras do Projeto Presidenciáveis, ANFIP, Fenafisco e Sindifisco Nacional, juntamente com o economista Eduardo Fagnani, assessor do grupo, foram recebidos nesta quinta-feira (8/12) pelo ex-ministro Aloizio Mercadante, coordenador dos grupos técnicos da equipe de transição do novo governo eleito.

Durante o encontro, em Brasília, foi entregue a Carta elaborada pelas entidades, com recomendações e as mudanças consideradas necessárias para o sistema tributário brasileiro, visando a redução da desigualdade social e a ampliação da justiça fiscal no país. O documento técnico é resultado do projeto Reforma Tributária: Diálogos com os Presidenciáveis, que promoveu debates públicos com os candidatos à Presidência e seus assessores econômicos antes das eleições de 2022.

As ações apresentadas têm como base a Reforma Tributária Solidária, desenvolvida pela ANFIP e Fenafisco, cuja proposta explora a redistribuição das bases de incidência da tributação, simplificando e reduzindo os tributos sobre o consumo e a folha de salários e ampliando os impostos que incidem sobre a renda e a riqueza. O documento, destinado ao novo governo, a parlamentares e à sociedade civil, evidencia ainda a necessidade de medidas que reforcem o papel do Estado e impulsionem um crescimento sustentável, econômica e ambientalmente.

Estiveram presentes na ocasião, pela ANFIP, os vice-presidentes Gilberto Pereira (Assuntos Tributários), Maria Aparecida Fernandes Paes Leme (Relações Públicas) e José Avelino da Silva Neto (Assuntos Parlamentares); bem como Charles Alcântara, presidente da Fenafisco; e Isac Falcão e Floriano de Sá Neto, presidente e diretor de Assuntos Parlamentares, respectivamente, do Sindifisco Nacional.

Confira a íntegra da Carta abaixo ou faça o download aqui.

Carta ao presidente