ANFIP e Pacto de Brasília avaliam conjuntura política

219

Em reunião virtual, realizada na manhã desta sexta-feira (12/3), os dirigentes das diversas entidades que integram o Pacto de Brasília, avaliaram o texto final da PEC Emergencial (186/19) e a sequência da tramitação da Reforma Tributária. Pela ANFIP, estiveram presentes o presidente Décio Bruno Lopes, o vice-presidente de Estudos e Assuntos Tributários, Cesar Roxo Machado, e o assessor de Estudos Socioeconômicos, Vilson Antonio Romero.

No encontro, houve congratulações mútuas pela mobilização de todas as associações e sindicatos e seus filiados junto aos deputados federais para garantir a derrubada do artigo da PEC 186/19 que acabava com a vinculação de recursos para diversas atividades da Administração Pública, entre elas, as de auditoria fiscal.

Os dirigentes comemoraram ainda a possibilidade anunciada de que a tramitação da Reforma Tributária inicie pelo Senado Federal, onde a defesa da autonomia dos fiscos já está em debate.

Também estiveram presentes na reunião os representantes da Associação  Nacional dos Auditores-Fiscais de Tributos dos Municípios e Distrito Federal (Anafisco), da Federação Brasileira de Sindicatos das Carreiras da Administração Tributária da União, dos Estados e do Distrito Federal (Febrafisco), da Federação Nacional dos Auditores e Fiscais de Tributos Municipais (Fenafim), do Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Sindifisco Nacional), do Sindicato Nacional dos Analistas Tributários da Receita Federal do Brasil (Sindireceita), da Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco) e da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Unafisco Nacional).